top of page
Search

UMA REVOLUCAO QUE JA ACONTECEU: BLOCKCHAIN!!!

Fábio Tibéria: “Discutir criptomoedas no BiS vai dar luz a um novo momento do setor de jogos"

Fabio Tibéria, que dirige uma empresa de consultoria internacional de jogos que leva seu nome, participará como painelista no Brazilian iGaming Summit com toda sua experiência adquirida ao longo de anos no trato da informação e dos requisitos para implantação de empresas em mercados emergentes. O empresário afirma que o momento é propício para um evento como o BiS e que pretende discutir métodos de pagamento, criptomoedas, legalidade e compliance em seu painel.




Games Magazine Brasil - O mercado brasileiro precisava ter um evento presencial desse nível? Fabio Tibéria - Agradeço antecipadamente os organizadores por organizar um encontro presencial para discutir a regulamentação do jogo. Pelo tamanho socioeconômico que o Brasil representa nesse setor acho adequado um evento desse nível e o momento em que o evento acontece é o mais apropriado possível.

A força do BiS e sua divulgação na mídia podem ajudar a entender que essa indústria deve ser legalizada em benefício do país? O poder da mídia é importantíssimo para evidenciar o benefício que o país vai receber. Os organizadores do BiS, parafraseando, são os "avengers" da luta pela regulamentação do jogo no Brasil desde o começo do 2017-2018, quando foi oficializada pelo Governo Federal a lei que aprovou as apostas esportivas. O BiS é uma "voz" ainda maior para remarcar aquilo que está sendo discutido e repetido constantemente nesses últimos anos, como diz uma antiga frase em latim ‘repetita iuvant’.

Que tópicos você vai abordar ou gostaria de desenvolver em seu painel? Vou falar sobre métodos de pagamentos no Brasil, legalidade e compliance. Um assunto de relevância crucial sobretudo no meio de uma revolução digital onde as crypto são o ator principal de uma mudança histórica em todos os setores socioeconômicos e políticos. Crypto como sistema de pagamento revolucionário e substituto das moedas tradicionais, blockchain como fundamento de uma tecnologia incorruptível. Além do "pivot" da tecnologia seria bastante oportuno falar só de crypto e blockchain, não esquecendo dos NFT (non fungible token), smart contract e a apresentação de uma nova era de entretenimento de jogos conectada ao blockchain como Axie infinity, my defi pet, gods unchained, Illuvium, Faraland, Mist etc., com remuneração em tokens.

Em 10 anos, com certeza, não teremos mais Fiat. Elas estão sempre mais se inflacionando. O índice "Big Mac" fala muito sobre o nosso potencial e comparação de compra entres os países nesses últimos 35 anos quando você comprava um hamburger ‘bigmac’ por US$ 1,60 e hoje compra por quase US$ 5,30.

Legalidade e compliance são outros tópicos correlatos na forma de gerenciar dados sempre mais sujeitos a roubo ou hacking. Compliance não é um requisito de conformidade à lei e aos códigos deontológicos, mas sobretudo em âmbito GPDR de expertise em tutelar os dados do usuário. Sobre esse último assunto a blockchain é considerada uma ferramenta única e incorruptível de "ledger", então altamente correlata com a compliance de uma empresa de pagamento.

Como você analisa o crescimento do Brasil neste ano especificamente no segmento do mercado de jogos onde você trabalha e se especializou? Quais são suas expectativas para 2022? Falar de crescimento é sempre bom porque nesse caso são os números que falam. Eles não mentem!!! O crescimento está sendo exponencial em todos os setores. eSports e jogos com tecnologia em blockchain estão explodindo. Eu, pessoalmente, tive muitos empresários buscando entrar nesse setor como operadores de jogos B2C.

Enfim, o Brasil cresce e vai continuar crescendo. A velocidade é impressionante. O 5G, blockchain e o coronavirus mudaram o cenário e o conceito de uma nova forma de entretenimento mais imediata, rápida e virtual.

Em que ponto você vê o mercado local de jogos em geral e sua evolução em 2021 do ponto de vista político e regulatório? O ponto de vista político é uma variável substancial e acho que temos de esperar a eleição do próximo ano. O governo federal já se expressou sobre o assunto regulatório. Acredito seja muito mais viável uma regulamentação decentralizada. Cada estado com peculiaridades técnicas e taxação gerenciadas autonomamente.

Os resultados do trabalho da sua empresa este ano foram os esperados? Você tem planos no Brasil de crescer e contribuir mais com o mercado local? Eu digo que uma boa empresa é baseada em credibilidade, trabalho e capacidade! Os resultados são consequência! Sendo o nome da minha empresa meu Xará não teria como eu me esconder em caso de insucesso. Eu ajudo as empresas locais a adquirir as ferramentas técnicas e ‘know how’ para realizar um projeto estável e de longo prazo. Não adianta ter só dinheiro. É como comprar um carro de luxo e não saber dirigir. No caso de empresa estrangeria forneço as informações necessárias para eles entrarem de forma correta no Brasil.

Nas mais recentes discussões sobre a atividade de jogos no Brasil, os principais players acreditam que o país está mais perto do que nunca da regulamentação. Você compartilha a mesma opinião? Acredita que é possível aprovar todas as verticais de jogos no Brasil durante o próximo ano? Acredito que um passo necessário seria "ou tudo ou nada". Regulamentar só aposta esportiva é como pretender querer pilotar um jato com apenas um motor! resultado... o avião cai ou nos melhores dos casos voa torto!! A verdadeira e substancial arrecadação vem com jogos de loteria e cassino e conjuntamente com outras modalidades com tipologia de imposto diferentes.

Apostas de cota fixa com hedge a 102%, com side market muito favoráveis, principalmente em mercados não regulamentados, determina um GGR <10%. Esse percentual não é expressivo em relação ao investimento feito e a expectativa de arrecadação prevista do governo. Sobre as verticais de jogos não tenho certeza, mas tenho esperança de que sejam aprovadas no próximo ano. Eu, como sempre, apostarei e torcerei pelo Brasil!

Tudo sobre o Brazilian iGaming Summit (BiS)

Por conta da crise sanitária, diversos eventos e festividades tiveram de ser adiados ou até mesmo cancelados ao longo de 2020 e 2021, no entanto, com o avanço da imunização em todo o país, as coisas estão voltando à normalidade pouco a pouco. Dessa forma, o Brazilian iGaming Summit (BiS) irá ocorrer no Espaço Boulevard JK, em São Paulo, nos dias 1 e 2 de dezembro com a parceria estratégica do Games Magazine Brasil, e terá a presença de investidores e empresários dos setores de apostas esportivas, comunicação, afiliados, loterias e entes reguladores. Pela primeira vez, ele irá ocorrer num modelo híbrido, com transmissões em tempo real e telões espalhados por todo o espaço de conferência.

Para garantir a segurança dos convidados, os organizadores do evento respeitarão todos os protocolos de segurança sanitária recomendados. Com isso, o BiS será o ponto de retorno de cerimônias presenciais do setor de jogos no Brasil e uma ótima oportunidade para conectar os empresários do mercado dos jogos às personalidades políticas do país e os atores que estão envolvidos no processo de regulamentação. Espera-se que voltem a discutir quais serão as próximas etapas para se aprovar uma legislação para o setor, e quais são as tendências para o desenvolvimento deste mercado no Brasil.

Para mais informações, visite o site oficial do evento Para inscrições no Brazilian iGaming Summit, clicar aqui.



19 views0 comments

Comments


cs-go2-mobile.jpg
bottom of page